Bem vindo à CDL FM – A Rádio das quatro estações. Estamos na primavera.

Belo Horizonte abre 16 centros de saúde neste fim de semana para atender casos de dengue

01/03/2024

Redação: Prefeitura de Belo Horizonte

Imagem: Amira Hissa/ PBH

A Prefeitura de Belo Horizonte vai ampliar os locais de atendimento e, a partir deste sábado (2) e domingo (3), serão abertos 16 centros de saúde para atender pessoas com sintomas de dengue, chikungunya e zika. Para garantir a assistência à população, 13 dessas unidades funcionarão das 7h às 22h e as outras três das 7h às 19h. Cabe destacar que o horário de atendimento pode ser ampliado sempre que necessário.

Devem procurar os centros de saúde as pessoas que apresentarem febre, dores musculares e nas articulações, manchas vermelhas na pele, dor de cabeça ou atrás dos olhos, náuseas ou vômitos. Confira abaixo os locais que estarão abertos, por regional, e o horário de funcionamento:

Centro-Sul: Centro de Saúde Carlos Chagas (7 às 19h)

Barreiro: Centros de Saúde Francisco Gomes Barbosa/ Tirol e Vale do Jatobá (7h às 22h)

Leste: Centro de Saúde Vera Cruz (7h às 22h)

Norte: Centro de Saúde Aarão Reis e Floramar (7h às 22h)

Nordeste: Centros de Saúde São Paulo (7h às 22h) e Conjunto Paulo VI (7h às 19h)

Noroeste: Centro de Saúde Santos Anjos (7h às 19h)

Oeste: Centro de Saúde Betânia (7h às 22h)

Pampulha: Centro de Saúde Santa Terezinha e São Francisco (7h às 22h)

Venda Nova: Centros de Saúde Rio Branco (7h às 22h), Jardim Europa (7h às 22h), Santa Mônica (7h às 22h) e Serra Verde (7h às 22h).

Em Venda Nova haverá o reforço de mais duas unidades, já que essa é a regional atualmente com maior procura por assistência. Somente no último fim de semana, por exemplo, a região concentrou mais de mil atendimentos nos dois centros de saúde que foram abertos. Esses incrementos nos serviços fazem parte do Plano de Enfrentamento às Arboviroses e estão sendo feitos de forma gradativa, considerando a demanda assistencial e o cenário epidemiológico da cidade.

Também neste fim de semana já estará em funcionamento o hospital de campanha implantado pela Prefeitura de BH na regional Norte. O local funciona diariamente, 24 horas por dia e possui um Centro de Atendimento às Arboviroses (CAA), para o atendimento de pessoas com sintomas de dengue. Na mesma estrutura há uma Unidade de Reposição Volêmica (URV), para a hidratação venosa de pacientes que precisam ficar internados.

Os outros CAAs, que abrem diariamente, também manterão os atendimentos durante todo o fim de semana. As unidades Barreiro e Venda Nova estão com o horário de funcionamento ampliado, prestando assistência 24 horas por dia. Já o CAA Centro-Sul ficará aberto das 7h às 22h. Essas unidades ofertam cuidado de forma espontânea. Há ainda as Unidades de Reposição Volêmica (URVs) que funcionam durante 24 horas. Esses equipamentos ficam nas regionais Barreiro, Centro-Sul e Venda Nova e recebem exclusivamente os usuários encaminhados de centros de saúde, CAAs e UPAs.

Além disso, estão abertas outras duas URVs na cidade, uma no Hospital Júlia Kubitschek, no Barreiro, e outra no Hospital Infantil João Paulo II, na Centro-Sul, e que atende crianças. As duas implementações foram feitas em parceria com a Fhemig e também atendem 24 horas por dia.

Os endereços de todos os locais podem ser verificados no portal da Prefeitura.

Aplicação de vacina contra a dengue

A Secretaria Municipal de Saúde também manterá a aplicação da vacina contra a dengue, exclusivamente para o público de 10 e 11 anos, neste sábado (2), das 8h às 17h. As doses serão disponibilizadas nos Centros de Saúde Tirol (Barreiro), Carlos Chagas (Centro-Sul), Vera Cruz (Leste), São Paulo (Nordeste), Santos Anjos (Noroeste), Aarão Reis (Norte), Betânia (Oeste), São Francisco (Pampulha) e Jardim Europa (Venda Nova). Já na segunda-feira (4) as doses voltarão a ser ofertadas nos 152 centros de saúde.

Para receber a vacina contra a dengue, é necessária a presença dos pais, mães ou responsáveis legais. Além disso, no momento da aplicação, é necessário apresentar um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de endereço residencial em Belo Horizonte e cartão de vacina.